Categorias

Asas de Rio Claro

Por Daniel Lins

Eu não morei a minha vida inteira em Rio Claro, mas sempre tive um pé por aqui. Desde que me lembro como gente, lembro de ver aviões sobrevoando a cidade. Eu via pequenos aviões coloridos, aviões brancos de grandes asas, alguns fazendo manobras no ar e outros só navegando o céu. Eu lembro a primeira vez em que ouvi um avião fazendo propaganda do céu. Eu estava no quintal da minha casa, quando comecei a ouvir uma propaganda de um circo. De repente  percebi que aquele som parecia estar ao meu lado, e olhando para cima tive a surpresa de ver um avião com uma caixa de som enorme! Quem diria!

Aviões circulando o céu fazem parte do dia-a-dia de Rio Claro, e o Aeroclube é um conhecido ponto da cidade, onde os aviões decolam e pousam por cima de quem faz exercício físico pelo calçadão. Mas o que exatamente é um Aeroclube, e porque temos um em Rio Claro? Resolvi matar a minha curiosidade (e de muita gente), e fui conhecer o lugar de onde saem tantos pilotos!

LEGENDA: Entrada do Aeroclube.

Cheguei no Aeroclube – um lugar fresco, com grandes árvores em volta – e perguntei pelo Maico, a pessoa com quem eu havia combinado a visita. Um senhor sentado na sacada da casa onde funciona a administração do Aeroclube me apontou para uma sala no fundo de um hangar cheio de aviões, e eu fui ao encontro do Maico.

Publicidade

Sentamos para conversar, e a primeira pergunta que fiz foi, “o que é o Aeroclube??” Para minha surpresa, o Maico me explicou que o Aeroclube, também utilizado como pista de decolagem e pouso de aviões comerciais, é na verdade uma das escolas mais tradicionais de aviação do Brasil!

LEGENDA: Simulador de voo, onde os alunos começam a aprender sobre voar um avião.

Criada em 1939 por um grupo de entusiastas da aviação, o Aeroclube tem uma bonita história de vida, tendo passado por lá alguns dos grandes nomes da aviação nacional como Alberto Bertelli, campeão de acrobacias aéreas e membro permanente do grupo da esquadrilha da fumaça das Forças Aéreas Brasileiras (FAB).

LEGENDA: Décadas de história registrada em fotografias.

O Aeroclube funciona como uma sociedade. Ele se mantém com a mensalidade de membros, com as aulas de aviação e com o aluguel de alguns hangares, usados como estacionamento para aviões.

Acabamos nossa conversa, e fomos caminhar pelo campo do Aeroclube. Eu havia ido até lá para conhecer aquele lugar, e marcar de ir um dia fotografar. Mas mal sabia eu que haveria uma grande surpresa naquela visita.

Caminhando pelo campo do Aeroclube nos encontramos com o Rick, que estava esperando uma carona vinda de Piracicaba. Ele usava uma roupa de wingsuit, daquelas que fazem as pessoas voarem como pássaros, e esperava um avião que iria levar ele para pular por cima de Piracicaba. Houve uma época em que se podia realizar paraquedismo em Rio Claro, mas a legislação atual não permite.

Começamos a conversar, e eu não pude deixar de reparar a felicidade com a qual o Rick esperava o avião. Seu sorriso se estendia de um canto a outro da boca, e sua animação era contagiante. Após alguns minutos ali, conversando, o Rick me fez o feliz convite de acompanhar o pulo, pousar em Piracicaba e voltar de carro a Rio Claro. Sorte a minha que eu não tinha deixado a câmera em casa!

LEGENDA: Rick, de vermelho, e Ricardo, de branco, fazem a última verificação de equipamento antes de decolar.
LEGENDA: Com a benção do por do sol, decolamos rumo a Piracicaba.

LEGENDA: Sobrevoando o Rio Piracicaba antes de pousar.

Voltei outro dia ao Aeroclube, e o destino mais uma vez me proporcionou um encontro feliz. Lembra que o Aeroclube de Rio Claro é uma das escolas de aviação mais prestigiadas do país? Pois é, eles estão constantemente formando novos pilotos, e naquele dia iria acontecer uma espécie de batizado, onde um aluno iria voar sozinho pela primeira vez.

LEGENDA: Diego, no banco da frente, checa os instrumentos enquanto o instrutor Jean fecha a porta para decolarem.

O chamado “solo”, a primeira vez em que um aluno voa sozinho, ocorre da seguinte maneira: o aluno e o instrutor passam algum tempo decolando e pousando, enquanto simulam algumas crises no avião. É nesse período que o instrutor decide se o aluno está realmente pronto para seu primeiro voo solo. Sentindo confiança no aluno, o instrutor pede para ele pousar uma última vez, e desce do avião. A partir daquele momento o aluno está sozinho, e realiza seu primeiro voo independente.

Mas, o processo de formatura não acaba por aí. Ao pousar, os instrutores já estão preparando a comemoração tradicional, um bom banho de lama!

LEGENDA: Depois da lama, um pouco de terra. Antigamente o batizado era feito com banho de óleo queimado.

Para quem tem interesse em aprender a voar ou dar uma voltinha por cima da cidade, o Aeroclube de Rio Claro fica localizado na Avenida Presidente Kennedy, nº 601, e fica aberto todos os dias, das 07h às 18hs.

 

Daniel Lins é fotógrafo e reside atualmente em Rio Claro. Você pode conhecer mais do seu trabalho em sua página de instagram, www.instagram.com/danflinss.


Comentários:


Outras notícias