Categorias

Rio Claro F.C. perde nos pênaltis para o Santo André e está eliminado da série A2

Por Renan Riggo

GALO AZUL PERDEU POR 2 A 1 NO TEMPO REGULAMENTAR E CAIU NAS PENALIDADES POR 5 A 4

Pela partida de volta das quartas de final da Série A2 do Campeonato Paulista, o Rio Claro Futebol Clube recebeu a equipe do Santo André na noite deste sábado (06/04) no Augusto Schmidt Filho, em Rio Claro. A partida teve início às 20h30 e os visitantes fizeram 2 a 1 no tempo regulamentar. Como o Rio Claro F.C. havia vencido o jogo da ida pelo placar mínimo, a decisão da vaga para as semifinais foi decidida nos pênaltis. O Ramalhão superou o Galo Azul nas penalidades por 5 a 4. O zagueiro Salustiano desperdiçou uma das cobranças pelo Azulão.

Publicidade

PRIMEIRO TEMPO

Com um minuto de jogo, boa chance para o Rio Claro. Após lançamento de Salustiano, houve uma casquinha e a bola sobrou para Elton Martins, que invadiu a grande área e bateu forte de esquerda obrigando o goleiro Tomazella a fazer um bela defesa e jogar para escanteio.

O Santo André respondeu com 3 minutos. Depois da cobrança de escanteio, Jobinho desviou de perna direita e a bola passou com perigo rente à trave de Murilo Prates.

O jogo era muito brigado no meio de campo, principalmente devido ao gramado encharcado. A chuva começou a cair às 18h em Rio Claro e continuou durante todo o jogo. O Santo André buscava mais o ataque nos minutos iniciais porque precisava reverter o 1 a 0 que sofreu jogando em seus domínios. O Rio Claro, melhor defesa da competição, marcava forte e segurava a vantagem que conquistou no ABC.

Aos 17 minutos, mais uma boa jogada do Ramalhão. Raphael Toledo cobrou o escanteio curto para Cristian, que trouxe para a perna direita e cruzou na cabeça de Heliton. O zagueirão do Santo André subiu e testou para gol, sem muita força, facilitando para Murilo Prates encaixar e ficar com a pelota.

O Santo André atacava mais, mas o Rio Claro equilibrou o jogo a partir dos 15 minutos, ficando mais com a bola no campo de ataque e criando boas jogadas, principalmente com o lateral Toninho, pelo lado direito.

Aos 29 minutos, Cristian deu trabalho para Murilo Prates. O camisa 10 do Ramalhão bateu forte da intermediária, a bola desviou em Jussandro e obrigou o goleiro rioclarista a fazer uma bela defesa de mão trocada e jogar pra escanteio.

Na sequência, o escanteio foi cobrado e o Santo André abriu o placar. A batida foi fechada, em cima de Murilo Prates, que rebateu para frente e a bola acabou sobrando para Rhuan empurrar para o fundo das redes. Santo André 1 a 0 contra o Rio Claro. O bandeira sinalizou um toque de mão de Rhuan antes da conclusão para gol, mas o árbitro chamou para si a responsabilidade e confirmou o tento do Ramalhão.

O Galo Azul respondeu aos 34 minutos e quase chegou ao empate. Após cobrança de falta pela esquerda, a bola sobrou para o zagueiro Fernando, que bateu desequilibrado com a canhota e jogou a pelota muito próxima à trave esquerda de Tomazella.

Aos 41 minutos, o Santo André fez o segundo gol. Depois de boa trama de Rhuan e Jobinho pela esquerda, o camisa 6 cruzou na medida para o veterano Cristiandesviar para o fundo do gol de Murilo Prates. Ramalhão2 a 0 sobre o Rio Claro.

O Galo Azul chegou com perigo aos 45 minutos. Daniel cruzou boa bola da direita e Sapeca subiu para desviar de cabeça. A bola passou sobre o gol de Tomazella. Foi o último lance de perigo da etapa inicial.

SEGUNDO TEMPO

O Rio Claro, que viu a vantagem construída no primeiro jogo cair por terra, começou o segundo tempo pressionando a equipe andreense em busca do gol que levaria a decisão à marca da cal. O Ramalhão, por sua vez, levava muito perigo nos contra-ataques.

O Galo Azul enfrentava dificuldades para controlar a bola no meio de campo, por isso não conseguia criar boas jogadas para chegar ao gol. Por esta razão, nenhuma chance clara de gol foi criada até os 20 minutos da etapa final. O Rio Claro pecava na criação das jogadas e o Santo André cozinhava o jogo para segurar o placar de 2 a 0 construído na primeira etapa.

Aos 21 minutos, Franco cobrou falta da intermediária, mais ao lado direito, e alçou a pelota para a grande área. A bola desviou por último em Ícaro, do Santo André, e passou com muito perigo pela direita do gol de Tomazella. Seria o empate do Galo Azul, que havia melhorado na partida.

Aos 24 minutos, muita reclamação por parte dos jogadores do Rio Claro. Depois do escanteio, a bola sobrou para Edson Reis, que bateu para o gol. O zagueiro Heliton tirou em cima da linha e os protestos por parte dos atletas do Azulão foram sonoros.

O zagueiro Fernando, depois de cruzamento vindo da direita, mandou um chute de cabeça que explodiu na trave de Tomazella. Mais uma grande chance para o Galo Azul, que seguia firme em busca do gol que levaria a decisão aos pênaltis. Este lance ocorreu aos 27 minutos.

Na sequência, Guilherme Garré, do Santo André, trouxe da esquerda para o meio e disparou com a canhota. Murilo Prates caiu e encaixou a pelota sem dificuldades.

O Rio Claro chegou mais uma vez com Nathan, que tentou de bicicleta aos 43 minutos. Depois de lateral batido da esquerda, Edson Reis desviou para trás e Nathan pedalou no ar para finalizar. A bola passou com perigo pelo lado esquerdo do gol de Tomazella. Mais uma chance desperdiçada pelo Azulão. No lance seguinte, Salustiano tentou de cabeça, mas jogou a bola à direita da meta do Santo André.

Aos 48 minutos da etapa final, já nos acréscimos, euforia total no Schmidtão. Em jogada ensaiada na cobrança de falta da entrada da grande área, Roger Bernardo rolou para Elton Martins, que ajeitou para o mesmo Roger, que bateu precisamente por fora da barreira, no cantinho esquerdo de Tomazella. Gol do Galo Azul e festa da torcida. Rio Claro 1 x 2 Santo André. A partida terminou com este resultado e a classificação foi decidida nos pênaltis, pois o Rio Claro havia vencido o jogo de ida por 1 a 0 e o placar agregado estava empatado em 2 a 2.

PÊNALIDADES

A classificação para as semifinais foi decidida da marca da cal. O Ramalhão superou o Galo Azul por uma cobrança, vencendo por 5 a 4. Enquanto o Santo André não perdeu nenhuma cobrança, o zagueiro Salustianodesperdiçou a última batida pelo Rio Claro. O Santo André se classificou às semis e mantém vivo o sonho do acesso, ao passo que o Rio Claro está eliminado da competição e não tem mais chances de subir para a Série A1.


Comentários: