Categorias

Sete projetos serão votados na sessão ordinária nesta segunda-feira (16)


A Câmara Municipal de Rio Claro vota na Sessão Ordinária da próxima segunda-feira(16), sete projetos de lei. De autoria do vereador Adriano La Torre (Progressistas), em primeira discussão, o 187/2018 tem o intuito de instituir o programa “Família Acolhedora de Crianças e Adolescentes” na cidade de Rio Claro.

Ainda em primeira discussão, mais três projetos: do parlamentar Ruggero Seron (DEM), o 221/2018 que estabelece a obrigatoriedade de publicar em Diário Oficial do Município, o “nome” do beneficiário que receber fora da ordem cronológica de pagamento. De autoria do presidente da Casa, vereador André Godoy (DEM), o projeto de lei 143/2018 que dispõe sobre a denominação da praça localizada na Rua João Polastri, confluência com a Avenida 67, Jardim Itapuã. Dos vereadores Maria do Carmo (MDB) e Hernani Leonhardt (MDB), o projeto 082/2019 que altera a ementa e o Artigo 1° da lei n° 5152, de 01 de março de 2018.

Publicidade

Dos mesmos vereadores, mas em segunda discussão, o projeto 077/2019 que denomina de “Professora Gisele Brizotti Ferraz Ferreira” a escola da Avenida 36-A, 64, Bairro Vila Alemã, e o 095/2019 que institui no Calendário Oficial do Município de Rio Claro a “Caminhada Passos que Salvam”.

Os vereadores André Godoy e Geraldo Voluntario também compartilham um projeto que tramita em segunda discussão na casa de leis. É o projeto de lei 075/2019 que torna obrigatória a divulgação mensal das receitas arrecadadas em multas de trânsito e sua destinação na página mantida pela Prefeitura Municipal na rede mundial de computadores.


Comentários:


Outras notícias