Categorias

Justiça acata recurso da prefeitura e figueira permanece na escola Diva Marques


Tribunal de Justiça diz ser recomendável que se apure a possibilidade de manter a árvore no pátio da unidade de ensino. 

A figueira que está no pátio da escola municipal Diva Marques por enquanto não precisará ser removida. A prefeitura de Rio Claro teve acesso na segunda-feira (16) à decisão do Tribunal de Justiça acatando o recurso do município contra a retirada do exemplar. “A determinação anterior da Justiça era pelo corte imediato da árvore, mas conseguimos reverter a situação e por ora a figueira pode permanecer na escola”, comenta Eliane Regina Zanellato Zanardo, procuradora judicial do município. A escola diva Marques fica no bairro do Estádio.

Publicidade

A relatora do processo, juíza Carmen Lúcia da Silva, concordou com a argumentação da prefeitura de que, com medidas para evitar o crescimento desenfreado das raízes da árvore, não se torna urgente a retirada da figueira do pátio da escola municipal. “Assim sendo, é recomendável (…) efetiva apuração (…) da possibilidade de manutenção do exemplar arbóreo (…)”, diz a magistrada em sua decisão.

A retirada da árvore está sendo pleiteada por morador vizinho à escola, que alegou que seu imóvel estava sendo prejudicado pelas raízes da figueira. A prefeitura já fez remoção de pequena parte das raízes, para que não haja possibilidade de mais danos em imóveis vizinhos.

A perspectiva de que a figueira tenha que ser removida vem gerando comoção entre alunos e professores da escola Diva Marques, e de vários segmentos da comunidade. Além de se destacar entre as demais árvores da unidade de ensino, o exemplar tem forte valor simbólico pelo que representa para o meio ambiente e para a educação ambiental.


Comentários: