Categorias

Patrulha Maria da Penha completa um ano e atende 370 mulheres


Solenidade foi realizada na quarta-feira na Guarda Municipal.

A Patrulha Maria da Penha, em Rio Claro, completou na quarta-feira (4) um ano de funcionamento. Desde sua implantação, a patrulha tem prestado importante serviço para garantir a segurança de mulheres vítimas de violência.

“Ao assumirmos a administração encontramos viaturas quebradas e fardamento precário e, com trabalho, conseguimos novas viaturas e fardamento para a Guarda Municipal, dando melhores condições de trabalho aos guardas para que a população pudesse contar com maior sensação de segurança”, observou o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, na solenidade comemorativa. “Nesse contexto, em que a segurança é uma das prioridades, foi criada a Patrulha Maria da Penha, para a proteção das mulheres”, acrescentou o prefeito, lembrando outros serviços que reforçam a rede de proteção à mulher em Rio Claro. O município passou a contar com Anexo de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher e a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) foi reaberta. “Proteger a mulher é proteger a vida, já que sem elas não estaríamos aqui”, finalizou o prefeito.

Publicidade

Logo que foi implantada, a Patrulha Maria da Penha acompanhava 40 mulheres, hoje são 370. A Patrulha Maria da Penha atende mulheres vítimas de violência que possuem medida protetiva, realizando visitas periódicas e acompanhamento para verificar se as medidas protetivas estabelecidas pela Justiça estão sendo cumpridas.

“A competência da equipe é fundamental para o resultado positivo do trabalho e ele já resultou em 30 prisões em flagrante”, frisou Marco Antonio Bellagamba, secretário de Segurança, Defesa Civil, Mobilidade Urbana e Sistema Viário, lembrando o empenho de todos, inclusive do vereador Seron, para que o serviço pudesse ser viabilizado. “Em breve a Patrulha Maria da Penha realizará trabalho informativo nas escolas, para que as crianças possam identificar agressões”, informou Bellagamba, dizendo que o objetivo é que o número de mulheres vítimas de violência diminua. “É um trabalho em que o foco é preservar vidas e evitar agressões”, finalizou.

Na solenidade os guardas municipais Patrícia, Geraldo, Sonia, Freitas e Luciana, que compõem a Patrulha foram homenageados com braçais. Coral e fanfarra do Colégio Puríssimo realizaram apresentações musicais. Também participaram do evento o vereador Geraldo Voluntário; Luís Fernando Godoy, comandante da Guarda Municipal; Gleda Pedrassolli, da DDM; irmã Inês Augusti, diretora do Colégio Puríssimo; tenente coronel Luís Roberto Moreira Filho, comandante do 37º Batalhão da Polícia Militar do Interior; e Ilara Bellan Oliveira, vice-presidente do Conselho da Mulher. 


Comentários:


Outras notícias