Categorias

Operação da Polícia Civil prende 11 indivíduos que praticaram crimes em Rio Claro e cidades da Região

Operação foi realizada pela DIG de Limeira e SIG de Cordeirópolis. Os estelionatos envolvem vítimas de Cordeirópolis

Nesta madrugada de sexta-feira (12), uma operação de sucesso levou 11 presos. A polícia vinha investigando um crime de estelionato  ocorrido na cidade de Cordeirópolis (SP) no dia 3 de junho, onde vendedores autônomos negociaram uma jaqueta de frio e perfumes com a vítima, passando o valor de R$ 2.500,00 no cartão da vítima, enquanto o valor correto seria R$ 250,00, foi constatado que tratava-se de dois indivíduos estrangeiros ocupando um veículo Peugeot cor branca placas FVV-0408.

Nessa quinta-feira de feriado (11) receberam a informação através da DIG de Limeira com informações de diversos estrangeiros em atitudes suspeitas, hospedados num hotel da cidade de Limeira (SP), os quais comercializavam perfumes e blusas de frio.

Publicidade

Os policias foram averiguar e constaram tratar-se de 11 “ciganos” de origem portuguesa e espanhola em sua maioria, os quais estavam com as roupas e perfumes sem notas fiscais, bem como porte de drogas, documentos falsos, cartões bancários e documentos pessoais em nome de terceiros.

Nenhum dos investigados possui documento emitido no Estado de São Paulo e os 10 veículos utilizados por eles são provenientes de locadoras de outro Estado, onde segundo apurado, eles alugavam e abandonavam os veículos sem pagar.

Dentre eles existem registros policiais em diversas cidades paulistas, há registros de fraudes em não pagamento das diárias de hotéis, apropriação indébita e estelionatos de veículos locados, e muitos outros.

A vítima da cidade de Cordeirópolis compareceu na delegacia e reconheceu sem sombra de dúvida 2 dos investigados como sendo os autores do golpe que sofreu no início do mês.

Foi constatado que os investigados estiveram em outras diversas cidades da região, como Piracicaba, Iracemápolis, Rio Claro, Araras, Conchal, Mogi Mirim, Mogi Guaçu, Americana, Santa Bárbara Doeste, Hortolândia (SP), dentre outras.

Foi lavrado auto de prisão em flagrante  pelo crime de associação criminosa e representado pela prisão preventiva dos mesmos, cujo inquérito policial servirá para a apuração dos demais crimes relacionados a estelionato, apropriação indébita, falsificação e uso de documento falso e crime de violação de direito autoral e porte de droga. Os presos foram assistidos por advogados de Guarulhos e Arujá.

Fonte: JE10


Comentários: