Categorias

Como o travesseiro pode ser culpado pelo surgimento de acne e até rugas no rosto

A acne é um incômodo frequente na vida de mulheres. Mesmo na vida adulta, ela pode aparecer por diversos motivos. Hormônios, estresse, alimentação e cuidados de higiene — até o seu travesseiro pode desencadear o problema.

mulher dormindo
Reprodução

O tecido da sua fronha e a frequência com a qual você a higieniza são importantes para a saúde da sua pele

“Os travesseiros são um ambiente muito favorável para a proliferação de ácaros, microrganismos que figuram entre os principais causadores de alergias. Mesmo que seu travesseiro pareça impecavelmente limpo, ele pode abrigar milhares desses pequenos aracnídeos”, explica a dermatologista Paola Pomerantzeff, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Por isso, é necessário ficar atenta não só a higienização da fronha, como do travesseiro em si. “É interessante que essas roupas de cama sejam trocadas semanalmente. Já os travesseiros devem ser lavados, em média, a cada três meses. Mas atente-se à forma de secá-los, pois, caso o travesseiro permaneça úmido, os microrganismos vão se proliferar mais rapidamente”, aconselha a médica.

Publicidade

Além da limpeza frequente do travesseiro, se atente a necessidade de trocá-lo por um novo, pois travesseiros velhos acabam se tornando mais propício à proliferação de bactérias. O tempo ideal para fazer essa troca é a cada dois anos.

“Na hora de comprar um travesseiro novo, vale a pena optar por aqueles que possuam proteção antibacteriana, que vão impedir que o travesseiro se torne um ambiente ideal para a proliferação de microrganismos. Existem ainda produtos que possuem tratamento específico contra ácaros, que, ao contrário de sprays e sachês para essa finalidade, é uma tecnologia permanente e segura”, completa Paola.

O travesseiro também pode causar rugas

O seu travesseiro pode não só influenciar no aparecimento de espinhas e cravos, como também de linhas de expressão e rugas , por conta da pressão e do atrito. Segundo a médica Beatriz Lassance, existem travesseiros de pescoço próprios para evitar que o contato do rosto faça tanta pressão.

Outra dica da médica é ficar atenta ao tecido da fronha: “Enquanto o algodão, comumente utilizado para fabricação de fronhas, promove maior atrito na pele, o que facilita a formação de rugas e linhas de expressão, o cetim e a seda permitem que o rosto deslize sem tração, diminuindo o atrito e, consequentemente, a possibilidade de formação de rugas”.

Fonte: IG Mulher


Comentários: