Categorias

Com 40.000 alunos em aulas não presenciais, Rio Claro aumenta prevenção ao coronavírus

Prefeitura decidiu manter escolas municipais, estaduais e particulares com aulas não presenciais.

Decreto publicado quarta-feira (9) no Diário Oficial do Município veta a realização de aulas presenciais também nas escolas das redes estadual e particular até o final de 2020. A mesma decisão havia sido anunciada no dia 22 de julho em relação às escolas da rede municipal de ensino.

Com a medida, 40.525 alunos rio-clarenses permanecem em casa, com atividades pedagógicas, sem precisar ir até a escola. São 18.471 alunos na rede municipal, 14.405 na estadual e 7.649 alunos na rede privada. Desta maneira, é mantida a proposta de distanciamento social para todos os alunos de Rio Claro que frequentam creches, pré-escolas, ensino fundamental e ensino médio. E os educadores ficam sem contato físico com os alunos.

Publicidade

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde esta decisão é importante para ampliar a prevenção ao coronavírus. A avaliação é que, se os mais de 40.000 alunos estivem nas salas de aula, o número de pessoas contaminadas pelo coronavírus seria muito maior.

Entre os motivos apontados pela prefeitura para vetar o retorno dos estudantes às salas de aula neste ano está o fato de que os protocolos básicos de segurança sanitária contra o novo coronavírus (máscaras, distanciamento e medidas de higiene) são insuficientes para a proteção dos estudantes e profissionais da educação, especialmente na Educação Infantil e nos anos iniciais do Ensino Fundamental.

Outro motivo é que pesquisas nacionais e internacionais apontam que crianças e adolescentes têm alta carga viral e podem ter maior índice de contágio que os adultos. Os estudos também demonstram que sete em cada dez crianças contaminadas por Covid são assintomáticas. Essas situações ampliam risco de contaminação aos familiares e pessoas do convívio dos estudantes em caso de retorno das atividades presenciais neste momento.


Comentários:


Outras notícias