Categorias

Em Rio Claro, universidades não terão aulas presenciais

Decreto assinado pelo prefeito também abrange cursos de idiomas e profissionalizantes.

Em nova medida de contenção da pandemia do novo coronavírus, o município de Rio Claro está publicando decreto que veta o funcionamento de atividades presenciais também nos estabelecimentos de ensino superior e cursos extracurriculares, públicos e privados. O decreto, portanto, inclui cursos de idioma e profissionalizantes.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a intenção é preservar a saúde de alunos, professores e seus familiares.

Publicidade

No início do mês passado, o município publicou decreto que definiu a que as escolas de educação básica estaduais e privadas de Rio Claro não terão atividades presenciais até o final do ano letivo de 2020. A decisão sobre as aulas estaduais e privadas ficou a cargo das prefeituras por determinação do Governo do Estado.

Entre os motivos apontados pela prefeitura para vetar o retorno dos estudantes às salas de aula neste ano está o fato de que os protocolos básicos de segurança sanitária contra o novo coronavírus (máscaras, distanciamento e medidas de higiene) são insuficientes para a proteção dos estudantes e profissionais da educação.

Durante anúncio feito no final da tarde dessa terça-feira (6), a prefeitura de Rio Claro também confirmou o retorno de atendimento nas unidades de saúde da família e unidades básicas de saúde, com até 50% de sua capacidade. Outra decisão é a volta da realização de cirurgias eletivas em geral, que já estão acontecendo em parceria com o Hospital Santa Filomena e no Hospital Regional de Piracicaba e, em breve, também serão feitas na Santa Casa de Misericórdia de Rio Claro.


Comentários:


Outras notícias