Categorias

Padrasto confessa ter matado Maria Clara em Hortolândia

A delegada seccional de Americana (SP), Martha Rocha, disse em entrevista hoje (18) que o padrasto da menina Maria Clara Calixto, de 5 anos, encontrada morta nesta manhã, confessou o crime.

Ainda segundo a delegada, há indícios de que a menina teria sido abusada sexualmente, mas ainda não há a confirmação. “Agora vamos saber qual a motivação que levou a cometer este crime. Já está determinada a autoria”, disse a delegada.

O padrasto da menina tem passagem na Polícia por estupro na cidade de Monte Mor (SP). Na noite de ontem (17) ele prestou depoimento na delegacia da cidade mas negou ter cometido qualquer crime. Depois de depor, o homem sumiu e foi para Campinas. Nesta manhã ele foi encontrado na cidade, quando foi detido e confessou. A casa da família foi periciada ontem e passará por nova análise hoje.

Publicidade

No momento em que o corpo foi localizado a Polícia Militar (PM) não estava no local e uma confusão generalizada se iniciou. Veículos de reportagem foram depredados. O terreno baldio fica a cerca de 100 metros da casa da criança.

Maria Clara desapareceu no fim da manhã de ontem e, durante todo o dia, familiares fizeram buscas pela cidade. Na manhã de hoje populares encontraram o corpo em uma caixa em um terreno baldio do bairro São Felipe, na região do Orestes Ongaro.

Acompanhe ao vivo a equipe na frente da Delegacia de Policia do Parque Pinheiros em Hortolândia com a cobertura completa e em tempo real sobre o caso Maria Clara:


Comentários:


Outras notícias