Categorias

Golpistas utilizam falso sequestro e monitoramento da GCM ajuda a recuperar joias em Cordeirópolis

Cordeirópolis (SP), já é reconhecida  regionalmente pelo sistema de monitoramento onde conseguiu elucidar vários casos de crime sendo mais um caso resolvido através do centro de monitoramento da Guarda Civil Municipal, por ter agido rapidamente conseguiu recuperar vários itens, incluindo joias de família com valor histórico e sentimental para a família.

O caso ocorreu no dia 20/09, quando um estelionatário realizou um telefonema na casa da família noticiando que havia sequestrado a neta da moradora da casa, inclusive colocando uma comparsa do estelionatário que imitava a voz da suposta sequestrada onde suplicava através de áudio pelo pagamento por temer sua vida.

A todo o momento, o golpista demonstrava bastante agressividade ao telefone e dizia que se o valor não fosse pago, mataria sua neta.

Publicidade

Diante da fragilidade da situação, a vítima se viu obrigada a ceder aos pedidos do meliante e enviou o valor de R$ 1.400,00 que foram depositados em uma conta bancária e mais itens de valor dentro de uma bolsa, sendo levada por um motoboy que aguardava em frente à sua residência.

Porém, os estelionatários não contavam com o Sistema de Monitoramento da GCM, que não só identificou a motocicleta utilizada pelo motoboy, mas também interceptou a caixa contendo os objetos de valor, que tinha sido enviado via correios e já se encontrava na cidade de Petrópolis (RJ).

Após a interceptação, a caixa não foi entregue ao estelionatário, sendo devolvida à vítima que ficou  feliz  pela restituição, pois dentre os objetos, possuía um par de alianças do ano de 1929, que pertenciam a seus pais e que a ela guardava de recordação, além de outros itens de memória da família.

O motoboy foi identificado, ouvido e liberado por concluir que não tem relação com os estelionatários, fazendo apenas o serviço de entregas rápidas, inclusive colaborando com as investigações.

A Polícia Civil dará continuidade nas investigações com o intuito de identificar os estelionatários.

Fonte: JE10


Comentários:


Outras notícias