Categorias

Advogado morre carbonizado em acidente na Rodovia dos Bandeirantes em Cordeirópolis

Nesta madrugada de sábado (16), uma equipe do Plantão Policial foi acionada a comparecer na Rodovia dos Bandeirantes (SP348), onde havia ocorrido um acidente de trânsito com vítima fatal.

A vítima foi identificada sendo um advogado ararense Douglas Veronez de 28 anos. Na ocorrência o delegado de polícia, Rodrigo Rodrigues, acompanhado da investigadora Isilda, compareceu ao local que era preservado pelos Policiais Militares rodoviários Chagas e Keshia.

No local foi constatado que o condutor do veículo Audi A6, que transitava pela Rodovia dos Bandeirantes, sentido capital interior, acabou chocando-se contra a lateral esquerda do caminhão Volvo/FH460, que estava parado no acostamento da rodovia, acabando por se imobilizar entre a mureta de concreto e o barranco, onde pegou fogo e foi destruído pelas chamas.

Publicidade

No interior do veículo havia o corpo de uma pessoa carbonizada. Foi feita pesquisa da placa do veículo Audi, constatando-se que está em nome de Douglas Veronez. Foi realizado contato com seu pai, o emprtesário Pedro Veronez (dono da X-DATA), o qual compareceu no plantão policial e informou que seu filho Douglas saiu da residência em Araras durante a noite com o objetivo de trazer sua namorada até Limeira (SP) e retornar para a cidade de Araras (SP), utilizando o seu veículo Audi.

Foi colhida a versão do motorista do caminhão identificado como Adilson Francisco, o qual afirmou que estava realizando viagem de São Paulo a Sertãozinho quando parou no acostamento da rodovia, após escutar um barulho na carga, e aproveitou para tomar um remédio para cólica renal e, quando ia abrir a porta do caminhão para descer, ouviu frenagem de pneu e o impacto, visualizando o veículo Audi rodar na pista e entrar de ré entre a mureta e o barranco, quando começou a pegar fogo.

Ele disse ainda que chegou ao local o funcionário da rodovia e foi acionado o Corpo de Bombeiros para apagar o fogo no veículo. Foi acionada a equipe pericial do IC de Limeira, composta pela perita Elisa e fotógrafo Eduardo, que realizou os trabalhos no local.

O corpo foi removido pela funerária de Cordeirópolis até o IML de Limeira para exame necroscópico requisitado. Uma pessoa se apresentou como primo de Douglas, se prontificou a comparecer no IML para tentar reconhecer o corpo. Os veículos foram liberados após os trabalhos periciais.

Diante do noticiado e do que restou apurado até o momento, registra-se os fatos com a presente natureza a fim de se apurar eventual responsabilidade penal em face do acidente.

Fonte: Beto Ribeiro Repórter


Comentários:


Outras notícias