Categorias

Um ano que Pedro Mazine nos deixou e a saudade continua

Homenagem de seus familiares

Hoje faz um ano que ele foi morar junto de Deus. Todos nós iremos um dia e não nos cabe decidir o momento certo dessa viagem. Morou conosco, nesse plano, Pedro Mazine, por 90 anos. Uma vida de alegria, felicidade, amor e união.

​Deixou alguns pertences para que fizéssemos uso quando necessário, dentre eles o gosto pela boa música. É por isso que dizemos que “naquela mesa está faltando ele”, pois sempre deixava explícito seu prazer por uma reunião saudável com familiares e amigos, regada a uma boa cerveja e comida farta.

Publicidade

​Em nossa sala de música estão, fora da caixa, seu saxofone e seu clarinete, que, juntos com algumas fotos, fazem com que ele se materialize na Banda Zequinha de Abreu, da qual fez parte.

​Fez questão de deixar também seurefinado gosto pela poesia. Quando declamava, chorava de emoção e gentilmente convidava os ouvintes para derramar lágrimas junto com ele. Não esqueceu de colocar um bilhete dizendo:“…na minha ausência, lembrem-se da importância de fazer o bem e ajudar os menos favorecidos”.

​Ressoam em nossas orações sua fé e devoção a Nossa Senhora Aparecida e a Santa Rita de Cássia e agora por saber que ele está junto delas, fazemos nossas precescom alegria.

​Deixou tantas lembranças e ensinamentos que é estranho dizer que ele se foi. Sim, fisicamente, mas jamais deixaráde estar vivo em nossas ações, em nossas reuniões, em nossas vidas.

​Dessa forma, agradecemos por esta valorosa bagagem que agora nos pertence, na certeza de que sua luz continuará sempre presente em nossos corações.


Comentários: