Categorias

Monstro é preso após espancar, atear fogo e matar cachorro em Rio Claro

Na tarde deste sábado (18), por volta das 16h39, a equipe da Guarda Municipal de Rio Claro (SP), foi chamados para atender uma ocorrência de maus-tratos a uma cachorra da raça Akita, no imóvel localizado na Rua 5, no bairro Vila Operária.

Ao chegarem ao local, encontraram a equipe do Corpo de Bombeiros apagando um fogo em um colchão no quintal da residência, onde estava a cachorra já sem vida e totalmente carbonizada. No local, os GCMs encontraram um indivíduo, que afirmou residir no imóvel com sua companheira, ausente no momento por estar trabalhando.

Segundo o relato dos guardas, o elemento confessou que, irritado com a cachorra que pulava em suas pernas, a segurou bruscamente e desferiu golpes com um pedaço de madeira na cabeça do animal. A cachorra tentou se defender com as patas, mas teve as quatro patas quebradas. Em seguida, o agressor colocou o animal ainda vivo em um colchão velho e ateou fogo, levando-a à morte.

Publicidade

Os guardas conversaram com um vizinho, que confirmou ter ouvido os gritos de dor da cachorra antes do fogo começar. Porém, não pôde comparecer ao Plantão Policial devido a outros compromissos.

A equipe do Instituto de Criminalística, composta pela perita criminal e pelo fotógrafo, realizou o exame pericial no local e no animal. A médica veterinária do Departamento de Proteção Animal da Prefeitura Municipal de Rio Claro, também esteve no local, constatando o estado carbonizado do corpo e um corte na região dorsal do pescoço do animal. Após os exames, a veterinária levou o corpo para descarte adequado.

Diante dos fatos, os guardas deram voz de prisão em flagrante ao acusado por maus-tratos, conforme o artigo 32, § 1º-A, da Lei nº 9605/1998. O indiciado foi conduzido ao Plantão Policial e optou por se manifestar apenas em juízo.

A companheira de do acusado, confirmou que a cachorra era da raça Akita e pertencia a ele. O delegado de polícia decretou a prisão em flagrante do investigado, considerando a crueldade dos atos que resultaram na morte do animal.

O agressor foi encaminhado ao Setor Carcerário da Delegacia Seccional de Polícia de Rio Claro, e foi requisitado um exame de corpo de delito para ele. Também foi expedida uma requisição para exame pericial no local dos fatos.

Siga nosso Instagram – clique aqui!

Siga nosso Facebook – clique aqui!

Inscreva-se no nosso YouTube – clique aqui!

#rioclaro #rioclarosp #noticias #jornalismo #noticia #gruporioclaro #gruporioclarosp #principal


Comentários: