Com todos os minutos jogados desde a estreia e foco no acesso, Roger Bernardo quer Rio Claro atento contra a Lusa

Foto: Rio Claro FC

Enfim, uma sequência. Após deixar o Atlético Mineiro na última temporada, Roger Bernardo comemora uma trinca de jogos completos. É que, após se aventurar em Israel para defender o Hapoel Tel Aviv, o meio-campista encontrou no Rio Claro e na sua cidade, com seus familiares por perto, o que precisava para voltar a brilhar.

Com passagens por Palmeiras, Figueirense e história principalmente na Alemanha por mais de sete temporadas, Roger Bernardo quer fazer de 2019 o ano de retorno em grande estilo. Por isso é só agradecimentos ao Rio Claro, que disputa a A2 do Paulistão. “É o meu time, o time da minha cidade, da cidade que nasci e fui criado, que minha família mora e ama, meus amigos, enfim. Aqui tem tudo que eu preciso. Por isso eu só agradeço ao Rio Claro, ao clube, a diretoria, o presidente. O Rio Claro tem uma estrutura e principalmente profissionais muito bons, merece jogar a elite do Paulistão, estamos focados nisso. Quero o acesso. E estou feliz em conseguir ajudar o clube dentro das quatro linhas”, afirmou.

E logo que chegou já assumiu a titularidade. Roger Bernardo estreou no fim de fevereiro e desde então jogou todos os minutos. São três partidas, com duas derrotas na sequência e o empate na última rodada, contra o São Bernardo. “O time ainda não encaixou 100%, é normal. Mas já teve uma melhora considerável nesse último jogo. Empatamos em casa, mas fomos melhores e merecíamos uma sorte melhor, era pra termos conquistado os três pontos. Fico feliz em enfim voltar a ter uma sequência. Me sinto bem e pronto para ajudar o Rio Claro a voltar a vencer e principalmente jogar a elite”, emendou o meio-campista de 33 anos.

A ajuda de Roger Bernardo pode acontecer neste final de semana. O jogador deve novamente ser titular do Rio Claro. O adversário é a tradicional Portuguesa. “Estamos ainda na zona de classificação apesar dos últimos resultados que não foram bons. Jogamos novamente em casa e com o apoio do nosso torcedor. Se vencermos podemos acabar a rodada até em terceiro da A2. Temos que respeitar o nosso adversário, é a Portuguesa, tem história, estão com jogadores experientes e de qualidade. Emplacaram uma sequência de duas vitórias seguidas e estão confiantes. Vai ser um grande jogo com certeza”, finalizou Roger Bernardo.