Especialista faz palestra em Rio Claro sobre diagnóstico precoce do câncer infantil

Palestra será realizada terça-feira e, em novembro, a Caminhada Passos que Salvam.

Com apoio da prefeitura de Rio Claro, por meio das secretarias municipais de Saúde e de Educação, o médico Luiz Fernando Lopes, diretor, professor e pediatra do Hospital de Amor de Barretos, fará palestra na terça-feira (18) com o tema “Câncer Infantil: O Impacto do Diagnóstico Precoce e a Importância da Humanização no Tratamento”. O evento terá início às 19 horas no auditório principal do NAM (Núcleo Administrativo Municipal) na Rua Eloy Chaves (Rua 6), 3265.

O evento é direcionado a médicos, enfermeiros e demais profissionais de saúde, e da educação. As inscrições dos profissionais de saúde podem ser feitas pelo e-mail nes@saude.rc.sp.gov.br, do Núcleo de Educação em Saúde, Treinamento e Desenvolvimento (Nestd). Para os servidores da Educação, as inscrições podem ser feitas com Juliana, da coordenadoria pedagógica, pelo telefone 3522.1957.

A palestra de Luiz Fernando integra ações do hospital em todo o estado na conscientização pela prevenção e diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil. Outra ação que será realizada em Rio Claro é “Caminhada Passos que Salvam”, no dia 25 de novembro, uma vez que no dia 27 é o Dia Nacional de Combate ao Câncer. A iniciativa, que ocorre também em outras cidades em prol do Hospital de Amor de Barretos, em Rio Claro é organizada anualmente pelas voluntárias Margarete Santana e Maria José Mina.

Para participar da caminhada os interessados podem adquirir o kit com camiseta, sacochila e boné, pelo telefone 98380.3051, com Maria José. Durante a palestra da próxima terça-feira também haverá a venda dos kits para os interessados. A renda será em prol do Hospital de Barretos.

A campanha tem como objetivo também chamar a atenção das pessoas para a importância de um diagnóstico precoce dos diversos tipos de câncer infanto-juvenil.

Segundo o setor responsável do Hospital de Amor de Barretos, existem diferentes sinais pelos quais podemos supor que uma criança sofra de câncer, como dores de cabeça pela manhã e vômito; caroços no pescoço, nas axilas e na virilha, ínguas que não desaparecem; dores nas pernas  que não passam e atrapalham as atividades das crianças; manchas arroxeadas na pele, como hematomas ou pintinhas vermelhas; aumento de tamanho de barriga; brilho branco em um ou nos dois olhos quando a criança sai em fotografias com flash.