Morre adolescente que ocupava veículo alvejado por tiros na Rodovia Anhanguera

Foto: Rafael Rezende

Motivo: o motorista do carro em que o adolescente estava, demorou a sair da faixa da esquerda.

Na noite deste domingo (14), por volta das 20h40, um adolescente de 16 anos foi atingido por um tiro na cabeça na Rodovia Anhanguera, altura do km 126 em Americana (SP), quando o veículo Voyage prata de sua família foi alvo de seis disparos de arma de fogo, realizados pelo motorista de um Fiat Uno preto com placas de Guarulhos (SP), que se irritou com a demora do condutor do veículo em que o adolescente estava, em sair da faixa da esquerda.

Saiba mais: Motorista abre fogo contra família em veículo na Rodovia Anhanguera

Lucas Faria Vieira, estava voltando com a família para a cidade de Jundiaí (SP), após uma festa de casamento ocorrida na cidade de Flórida Paulista (SP) durante o final de semana. No carro estavam mais quatro pessoas, sendo o pai de Lucas, seu primo de 7 anos, o condutor e sua mãe. A vítima estava sentada atrás do banco do motorista.

Após os disparos, o motorista parou no acostamento e acionou o policiamento rodoviário que atendeu a ocorrência e logo após, uma equipe de atendimento médico da AutoBAn encaminhou Lucas ao Hospital Estadual de Sumaré em estado gravíssimo, porém, não resistiu aos ferimentos e faleceu.

CAUSAS

De acordo com a informação do condutor, ele estava em procedimento de ultrapassagem, quando o assassino que dirigia o veículo Uno encostou em sua traseira e começou a sinalizar que queria espaço, porém, como não havia para onde ir, devido ao excesso de carros e caminhões, o motorista concluiu a ultrapassagem e foi para a faixa da direita, momento em que o assassino, que estava acompanhado de uma mulher, emparelhou o veículo, efetuou seis disparos e fugiu.

Não foi possível pegar a placa do carro que o criminoso estava, porém, sabe-se que é um veículo modelo Uno da cor preta com placas de Guarulhos. O caso foi registrado na Central de Polícia Judiciária de Americana e a AutoBAn deverá fornecer imagens da rodovia para buscar a identificação do veículo e assim, chegar ao assassino.

Fonte: Amigos da SP-304