Categorias

É condenado médico que passou cocaína no pênis e matou a amante


A Justiça da Alemanha condenou o médico Andreas David Niederbichle, 43 anos, por matar a amante acidentalmente após colocar cocaína no pênis e ter relações sexuais com ela. Segundo o tribunal, ele ficará preso por 9 anos acusado de estupro e lesões corporais graves, que levaram à morte.

Na época do crime, depois de passar cocaína no pênis, a cabeleireira Yvonne M. fez sexo oral nele e começou a sentir falta de ar. Logo em seguida, desmaiou e morreu. A autópsia mostrou que a causa da morte foi overdose de cocaína.

As investigações também apontaram que Andreas colocou cocaína na taça de espumante que deu para mulher. Segundo a acusação, ele fazia isso para que a mulher ficasse “mais fácil” e realizasse as fantasias dele.

Publicidade

Amigos de Yvonne ouvidos pelo jornal Daily Mirror disseram que o caso de amor entre o médico e a cabeleireira já durava anos. “Yvonne queria largar o marido para ficar com ele. O médico era como um Christian Grey de 50 Tons de Cinza”, disse uma pessoa que não quis se identificar.

Fonte: Araraquara 24 horas com informações metropoles


Comentários: