Categorias

Aproveite os últimos dias de férias para visitar o Museu de Pesca em Santos


Tombado como patrimônio histórico, equipamento na cidade de Santos conta com baleia de 23 metros e sete toneladas em seu acervo

Quem quer aproveitar o final das férias e curtir um passeio diferente não pode deixar de visitar o Museu de Pesca do Instituto de Pesca, localizado na Ponta da Praia, na cidade de Santos, litoral paulista.

Publicidade

Tombado como patrimônio histórico, o local é considerado um centro de educação ambiental idealizado para atender crianças, jovens e professores. O espaço utiliza diferentes recursos lúdicos e pedagógicos para mostrar, de forma divertida, diferentes faces do ambiente aquático (sobretudo o mar) e a interferência do homem sobre esse ambiente.

Para o grande público, a principal atração é um esqueleto de baleia, da espécie Balaenoptera physalus, com 23 metros de comprimento e sete toneladas. “É a minha atração preferida. Quando vim aqui a primeira vez fiquei encantada. A baleia é uma coisa diferente, que a gente nunca vê. Aproveitei para trazer minha filha, pois é muito importante para as crianças aprenderem”, explica a moradora de Santos, Thatiana Cristina da Silva.

Para sua filha, Maria Eduarda Silva Fernandes, de 8 anos, visitar o Museu foi uma experiência incrível. “Nunca tinha visto tantas coisas legais juntas. Eu gostei de tudo, mas a sala de tubarões foi um dos meus locais favoritos. Pude aprender mais e ainda me divertir”, afirma.

As principais atrações do Museu são:

Balaenoptera physalus

Fósseis de uma baleia gigante de 23 metros de comprimento, pesando sete toneladas e com 193 ossos. A baleia-fin encalhou na praia de Peruíbe durante a segunda guerra mundial, em agosto de 1941. Quando chegou ao museu, os museólogos tiverem de derrubar três salas para o fóssil do mamífero.

Sala dos tubarões

Dá até para sentir medo ao entrar nesta sala, pois ela conta com tubarões de diversos tipos e épocas, por exemplo, o tubarão megaboca, o tubarão golfinho e o tubarão bico de cristal.

Architeuthis

Uma lula gigante de 5 metros de comprimento e 91 quilos, taxidermizada. Esta atração é a única ao redor do mundo e está aqui, no museu de pesca de São Paulo.

Quarto do capitão

Esta sala foi inspirada na franquia sucesso de bilheteria Piratas do Caribe. Ela conta com joias, espadas, um timão, carta náutica, bússola e um esqueleto de macaco, igual ao filme, entre outras exposições.

O prédio do Museu é histórico, de localização privilegiada, construído em 1908. O local foi escolhido no século 18 como um forte que cruzasse fogo com a Fortaleza da Barra, do outro lado do canal, para atuar na defesa de Santos e São Vicente. O prédio foi construído no lugar do Forte Augusto, destruído em 1894.

Os ingressos custam R$ 5 para visitantes e R$ 2,50 para estudantes e professores – e crianças até seis anos, adultos maiores de 60 anos e escolas públicas são isentos. O museu fica aberto de quarta a domingo, das 10h às 18h.

Para agendar visitas com grupos ou viagens escolares basta ligar no telefone (13) 3261-5260 de segunda a sexta-feira, das 10h às 18h, ou mandar um e-mail para [email protected].

O Museu de pesca está localizado na Avenida Bartolomeu de Gusmão, 192. Ponta da Praia, Santos, São Paulo.


Comentários: